Rondônia

ALE/RO 25/04/2019 10:16 Texto: Eranildo Costa Luna - DECOM/ALE

Energisa detalha investimentos na Comissão de Agropecuária e Política Rural

Deputados e representantes dos municípios fizeram questionamentos ao representante da empresa de energia

A Comissão de Agropecuária e Política Rural (CAPR) discutiu na reunião ordinária na manhã desta quarta-feira (24), no plenarinho 02, a questão da energia urbana e rural em Rondônia. Participaram da reunião o presidente, Cirone Deiró (Podemos), e os deputados estaduais Lazinho da Fetagro (PT), Chiquinho da Emater (PSB) e Adelino Follador (DEM). 

O diretor de Relações Institucionais da Energisa, Luiz Marcelo, prestou esclarecimentos sobre os investimentos da empresa em Rondônia. "Somente para 2019, a nossa meta é investir em torno de R$ 471 milhões, que vai contemplar desde a compra de veículos, equipamentos, treinamento e capacitação de pessoal, expansão de rede e outras ações", assegurou. 

Ele anunciou ainda que a rede de eletrificação no Garimpo Bom Futuro, em Ariquemes, será interligada com Alto Paraíso. Há a previsão de investimentos para Cerejeiras; Nova Dimensão, distrito de Nova Mamoré; Espigão do Oeste, Jacinópolis, distrito de Nova Mamoré, automação de 52 subestações em Porto Velho, entre outras ações. 

Segundo Marcelo, as perdas com furto de energia representam 28% e serão investidos recursos, com equipes treinadas para combater esse crime. "A expectativa é de aumento de R$ 25 milhões na receita de ICMS do Estado, com a diminuição das fraudes. As perdas são prejudiciais para todos", completou. 

Adelino Follador disse que é preciso contratar mão-de-obra rondoniense, pois a informação que chegou até ele é de que, muitos dos contratados, vem de fora. "Isso precisa ser implantado pela empresa: dar preferência aos trabalhadores de Rondônia nas contratações", reforçou. 

O vereador de Alta Floresta, Robson Ugolini (PCdoB), que estava presente no plenarinho 02, pediu para relatar a situação que o município enfrenta. "Somos produtores de energia, mas nossa energia é sem nenhuma qualidade, sem nenhuma garantia. Temos muitos apagões, muitos problemas e muitos prejuízos. Parece que vivemos nos tempos do gerador a diesel", afirmou. 

Luiz Marcelo anunciou que terá uma rede nova, saindo de Rolim de Moura, passando por Santa Luzia do Oeste, até Alta Floresta. "Isso vai gerar uma segurança energética maior. A expectativa é de que sejam concluídos os serviços ainda neste ano". 

O prefeito de Cujubim, Pedro Fernandes (PDT), disse que o município enfrenta sérias dificuldades com a rede de energia. "Temos uma escola na comunidade de Castanheiras, que precisamos fazer reforço de rede num trecho de 20 quilômetros, que precisa ser feito com urgência, para garantir a instalação de ares condicionados". 

Já o prefeito de Vale do Paraíso, Charles Pinheiro (PSDB), relatou que nos últimos dias, houve vários apagões na cidade, causando prejuízos aos moradores, comerciantes, empresários e afetando inclusive o atendimento à saúde. "Foram anunciados muitos investimentos aqui e quero reiterar que já protocolei, desde 2018, pedidos para a questão das redes de energia na região de fronteiras com outros municípios", acrescentou. 

Célio Lang (PP), prefeito de Urupá, afirmou que a cidade enfrenta dificuldades na rede de energia urbana, com a prefeitura impedida de fazer investimentos até na iluminação pública. "Temos um laticínio implantado na cidade, que consome muita energia e precisa da garantia de energia confiável, pois garante empregos e renda para a cidade".

O prefeito de Parecis, Luiz Amaral, também requereu a ampliação da rede de energia urbana, que não recebe investimentos há oito anos. "Temos também dificuldades na expansão da rede de eletrificação rural, através do programa Luz Para Todos". 

O representante da Energisa detalhou ainda as obras de interligação ao sistema interligado nacional, em três blocos, com expectativa de finalização total desse serviço em 2021, num investimento de mais de R$ 580 milhões. 

"Também temos investimentos previstos no Luz Para Todos e temos recursos e mais facilidades para a contratação de serviços, em todos os programas e ações. Queremos aproveitar, inclusive, esse verão para fazermos muita coisa. Não vamos conseguir fazer tudo, mas muita coisa será atendida", finalizou Marcelo.

Foto:


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo