Rondônia

Rondônia 15/09/2018 15:23 Jaru Online

Após decreto de suspensão temporária nas Blitz Lei Seca, agentes da CIRETRAN realizam Ação educativa nas ruas do Município

Desde o último dia 03, uma decisão do Detran de Rondônia  suspendeu todas as medidas coercitivas no Estado. A decisão válida por 30 dias podendo ser estendida por mais 30 dias, deixou não só os agentes do Município, mas como os de todo o estado revoltados com a decisão.

O  Ofício-Circular no 32/2018/DETRAN-DIRGERAL tem como assunto a “Ampliação das Ações de Atividades de Educação de Trânsito no mês da “Semana Nacional de Trânsito”, que vai do dia 18 à 25 de Setembro, assinado pelo diretor geral Acássio Figueira dos Santos estabelece que “as atividades coercitivas deste DETRAN-RO, prioritariamente devam estar concentradas em atividades preventivas e educativas respeitando o prazo determinado supracitado.

E na noite desta sexta feira(14), uma equipe composta por cerca  de 12 agentes, comandada por Vanessa Gonçalves, com o apoio de uma guarnição da Polícia Militar comandada pelo Cap. Maurílio, foram as ruas do Município para cumprir com a referida determinação estabelecido pelo DETRAN-RO.

Foram realizadas abordagens em pontos estratégicos como no Ginásio de Esportes, onde acontece neste fim de semana o Feirão Liquida Jaru, na praça da Baixada, e no Semáforo da Dom Pedro com a Padre Adolpho Rohl.

As ações da Lei Seca já salvaram milhares de vidas em todo o país, e não existe nenhuma justificativa legal para que fossem suspensas as fiscalizações nesse período.

A chefe da Ciretran Lúcia Costa não soube dizer se a suspensão das blitz está relacionado a ser ano político, porém foi relembrado também que não é a primeira vez que ocorre as suspensões, e que a última vez que foi suspenso as Blitz Lei seca, coincidentemente também era ano eleitoral.

Uma pesquisa realizada mostrou que, entre setembro de 2017 a janeiro de 2018, cerca de 16.855 condutores e veículos foram abordados em todo o estado durante esse período mencionado.

Os dados mostram que a cada 100 condutores abordados, 21 se encontram dirigindo sob influência de álcool, o que representou 3.589 autuações pelo Art. 165 do CTB e desses, 57%, 2.031 condutores foram presos e conduzidos as Delegacias de Polícia, onde foram autuados pelo crime previsto no Art. 306 também do CTB (embriagues ao volante).

O Cap. da PM Maurílio, acrescentou que, ainda que as blitz estejam suspensas, isso não impede que os Policiais Militares em caso de algum condutor ser flagrado dirigindo alcoolizado, sendo comprovado após o teste etílico que o valor seja maior que o permitido, este será imediatamente autuado e conduzido pelos Militares até a UNISP.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo