Ariquemes (RO), 18 de setembro de 2019

Regional

RO 470 25/01/2019 10:25 Fonte: Alexandre Araújo / Ouro Preto Online

Indignação, perigo e prejuízos na RO 470 que liga Ouro Preto a Mirante da Serra

Os próprios condutores alertam para que as pessoas dirijam com atenção e cautela, para evitar riscos de acidentes ou quebrar o carro...

Motoristas que trafegam pela RO 470 (conhecida como linha81), trecho que liga BR 364 – Ouro Preto do Oeste a Mirante da Serra, relatam as más condições da pista, alguns chegam a causar prejuízos e riscos de acidentes. Em diversos locais os motoristas precisam reduzir a velocidade, quase parando o veículo.
Os condutores alertam para que as pessoas dirijam com atenção e cautela, para evitar riscos de acidentes ou quebrar o carro. De acordo com taxistas que diariamente passam pela rodovia, houve um aumento significativo de buracos depois das chuvas, aumentando o risco de acidentes.
O aumento de veículos quebrados e com pneus furados também aumentou. Devido aos buracos, além de promover um possível capotamento, pode levar a colisão contra veículos que trafegam em sentido contrário. Portanto, atenção redobrada, alertam motoristas que utilizam constantemente dessa rodovia. Outra situação relatada é a falta de acostamento ao longo da rodovia e o mato está invadindo a pista o que torna mais perigo trafega na mencionada via que é de responsabilidade do Governo do Estado.
Para o taxista Marcos Antônio o popular Cipó que trabalha como taxi lotação há mais de 20 anos na região a situação da RO 470 é precária o que coloca em risco a vida de quem trafega pela importante via estadual. Cipó disse que espera do governador Marcos Rocha uma atenção urgente e determine ao DER/RO pelo menos uma operação tapa buraco como forma de ter uma solução paliativa para os inúmeros buracos existentes ao longo da rodovia que está parecendo um “queijo suíço”. “Tenho certeza que o Sr governador coronel Marcos Rocha olhe com zeloso para as condições que se encontra a RO 470 que hoje se tornou uma verdadeira aventura trafega na mesma. Estou no trecho há anos e só tinha visto tamanha precariedade na época que a rodovia era de terra, o fato é que nos últimos anos o abandono tomou conta de toda extensão e o resultado desse descaso é uma rodovia com um trecho de pouco mais de 50 km de asfalto e ter cerca de 30% de condições boas de trafego”, disse o taxista Cipó que chega a percorrer até 4 vezes ao dia o trecho precário da RO 470.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo