Ariquemes (RO), 18 de setembro de 2019

Política

RO 11/09/2019 11:07 Assessoria - Postado por Izabella Coelho - DRT 1587/RO

Senador Confúcio chama a atenção para a realidade brasileira da educação

Há 181.939 mil escolas de educação infantil e de jovens e adultos, sendo que 77%, são da rede pública, e a maioria não atende fatores básicos, como acesso à água tratada e esgoto sanitário, lamentou Confúcio.Há 181.939 mil escolas de educação infantil e de jovens e adultos, sendo que 77%, são da rede pública, e a maioria não atende fatores básicos, como acesso à água tratada e esgoto sanitário, lamentou Confúcio.


O discurso do senador Confúcio Moura (MDB/RO) proferido na sexta-feira (6), em Plenário, chamou a atenção para o descaso com a educação brasileira. Segundo o parlamentar, atualmente no Brasil, há 181.939 mil escolas de educação infantil e de jovens e adultos, sendo que 77%, são da rede pública, e a maioria não atende fatores básicos, como acesso à água tratada e esgoto sanitário.


De acordo com os dados do Censo Escolar, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), apresentados pelo parlamentar, cerca de 40 mil escolas brasileiras não têm energia elétrica; 45 mil não têm ligação com a rede pública de água; 83 mil não têm serviço de esgoto; 38 mil não têm coleta de lixo; mais de 60 mil não têm quadras esportivas; 97 mil não têm biblioteca; escolas sem computador; e 47 mil sem internet.


“Isso é muito grave. Isso é gravíssimo. Isso é de arrebentar coração, 38 mil escolas não têm coleta de lixo. É jogado no quintal. Outras 97 mil escolas brasileiras 37 têm biblioteca. Não há livro na escola. Como o aluno... olha bem a dramática situação”, lamentou Moura.


O senador citou o artigo 1º da Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948, para atacar o flagrante que mostra a dramática desigualdade na educação, e levanta questões de justiça. “Todos os seres humanos do globo nascem iguais em direitos e deveres. E, agora, está aqui a situação real, que estamos mostrando para os senhores”, pontou, ao pedir mais atenção dos parlamentares para com a educação.


Confúcio disse que todas as reformas são importantes, entretanto, nenhuma delas, é tão necessária como a da educação, que investe diretamente em gente, nas crianças. “Perdemos um patrimônio humano de gerações ao deixar esses meninos perdidos”. Durante o pronunciamento, o senador citou uma matéria do programa Fantástico, da Rede Globo, que mostrou o exemplo e a luta da estudante Natália Lopes, de 17 anos, moradora de Cocal dos Alves, ao norte do Piauí. Medalhista de prata na Olimpíada Brasileira de Matemática, perdeu a bolsa de R$ 100 que recebia por mês. “E aquilo foi tão emocionante, a imagem dela arrebentou o coração do Brasil inteiro. O esforço de uma menina, que vai a pé à escola, filha de pai e mãe pobres, ser a segunda colocada no Brasil em olimpíada de matemática. Uma menina brilhante, um esforço grande”, declarou.


Segundo Confúcio, Cocal dos Alves é uma cidade pequena, que transformou o seu povo, “Ainda não conheço, eu vi a imagem na televisão. Uma cidade pequenininha, no interior do Piauí, que deu um giro na mentalidade do seu povo. Uma população que se uniu em prol da educação: pais, professores, vereadores e prefeitos assumiram o compromisso”, disse o parlamentar, ao reforçar a tese de que a melhoria da educação inicia no município.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo