Ariquemes (RO), 17 de setembro de 2019

Policia

03/09/2019 16:49

Prisão de Garotinho mostra que Lava Jato continua na ativa

Os ex-governadores do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho e Rosinha Matheus, foram presos, na manhã desta terça-feira (3), em uma operação do Ministério Público (MP) do estado. Eles são suspeitos de participar de um esquema de superfaturamento de contratos entre a Prefeitura da Campos e a Odebrecht.

“O Garotinho é acusado de tudo, né. Tem uma lista muito longa: formação de quadrilha, crime eleitoral. Dessa vez, a questão veio, e isso é importante frisar, de uma delação da Lava Jato, ou seja, mostra que a operação continua rendendo bons frutos para o país. Uma delação da Lava Jato envolvendo a Odebrecht, sempre ela também, em questões de construção de moradia popular no Rio de Janeiro. De R$ 1 bilhão, teria sido desviado cerca de R$ 50 milhões de reais para o casal.

O surpreendente nunca é uma prisão de alguém como Garotinho, mas sim alguém como ele não ficar na prisão. Ele ajudou a destruir o Rio de Janeiro, envolvido em todo o tipo de crime pesado, e o Rio tem quase todos os ex-governadores presos. O Rio não criminalizou a política, mas politizou o crime. Então a turma que pratica todo o tipo de crime tomou conta da política carioca e por isso o estado vai ficando para trás enquanto os outros conseguem avançar, inclusive São Paulo.

É uma vergonha para todo o carioca e é um sinal de que chega, basta, você não pode ficar suportando figuras como o Garotinho assumindo o comando do Rio de Janeiro”, avaliou Constantino.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo