Ariquemes (RO), 18 de setembro de 2019

Notícias

13/09/2019 10:25 G1 | Postado por Izabella Coelho

HOSPITAL PARTICULAR PEGA FOGO E MATA 11 PACIENTES

A direção do Hospital Badim, parcialmente destruído em um incêndio na noite desta quinta-feira (12), afirmou às 7h desta sexta (13) que os bombeiros encerraram no fim da madrugada as buscas por mortos. Onze corpos – todos de pacientes, segundo a unidade – foram retirados durante varredura. Até as 7h50, duas vítimas haviam sido identificadas:

1- Irene Freiras de Brito, 84;

2-Luzia dos Santos Melo, 88;

Resumo até aqui

 11 pacientes morreram após um incêndio de grandes proporções no Hospital Badim

  • O número de feridos não foi confirmado
  • O fogo começou por volta das 18h30 de quinta-feira, e a fumaça se espalhou
  • A suspeita é que chamas começaram após um curto-circuito em um gerador
  • 103 pessoas estavam internadas na unidade no momento do incêndio, das quais 90 foram transferidas
  • 224 funcionários trabalhavam no turno quando as chamas começaram – nenhum deles morreu, segundo o hospital
  • Unidade foi esvaziada, e pacientes foram levados para ruas próximas, onde ficaram em macas.

 

 

Remoção de pacientes

A varredura dos bombeiros começou por volta das 21h45, cerca de uma hora após o fogo ter sido considerado debelado, e seguiu pela madrugada. Os corpos foram retirados em sacos e levados ao Instituto Médico-Legal (IML).

Segundo os bombeiros, cerca de 90 dos 103 pacientes internados foram transferidos para as seguintes unidades de saúde: 

  • Hospital Universitário Gaffrée e Guinle;
  • Hospital Israelita Albert Sabin;
  • Hospital Municipal Souza Aguiar,
  • Hospital Copa D'Or;
  • Hospital Quinta D'Or;
  • Hospital Norte D'Or;
  • Hospital Caxias D'Or;
  • Hospital São Vicente de Paula.
  • Anexo do Badim, que não foi atingido no incêndio;

 Enfermeiros, médicos, bombeiros e moradores  acomodam os pacientes em colchões nas calçadas na Rua São Francisco Xavier e em uma creche vizinha.

 

 

Como foi o incêndio

O fogo começou por volta das 18:30 em um dos dois prédios do complexo – o mais antigo, aberto em 2000.

De acordo com a direção do hospital, a principal suspeita é de um curto-circuito no gerador do prédio 1, espalhando fumaça para todos os andares do prédio antigo.

Ainda segundo a direção, os pacientes do Centro de Tratamento Intensivo 1 (CTI) foram retirados e receberam os primeiros atendimentos na Rua Arthur Menezes por volta das 19h30. Os pacientes do CTI 2, que tem 20 leitos, também foram retirados.

Pacientes e funcionários começaram a sair do hospital assim que o incêndio começou. Uma mulher tentou fugir pela janela com uma corda de lençóis e caiu do 3º andar.

 Parentes de pacientes relatam momentos de desespero 

  • O dono da creche que fica ao lado do hospital contou que, inicialmente, os pacientes que têm quadro de saúde mais grave foram levados para lá.

 Moradores vizinhos ao Hospital Badim precisaram deixar suas casas rapidamente. O motivo da pressa foi o medo que as paredes que ficam coladas ao hospital pudessem desabar.

A energia elétrica foi desligada pela Light para facilitar o trabalho das equipes de atendimento e resgate.

 


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo